domingo, 31 de janeiro de 2010

Casamento dos Homo Sapiens

Este título deve-se ao facto do homem, desde o tempo dos Homo Sapiens ou mesmo antes (Homo Erectus) ser Homo… Sexual. Ah, pois é! Esta questão não é de agora. Se o nosso amigo Sócrates está convencido que é um sinal de modernidade adjudicar o casamento dos homosexuais está muito enganado. Esta matéria existe desde a pré-história e teve o seu auge na época do seu homónimo da Antiguidade Clássica onde a homosexualidade era mato. O nosso Primeiro-Ministro é um retrógrado!

Este tema é complexo, não é fácil tomar uma posição. Quem diz que é a favor do casamento dos homosexuais “É um deles!” quem diz que é contra “É homofóbico!”. Sinto-me mais à vontade para falar do caso Sá Pinto ou das escutas do Pinto da Costa.

Mas para quê casar?! Em vez de aproveitarem as vantagens da sua especialidade para quê ter as mesmas chatices dos heterosexuais?! O desenlace do casamento é sempre o mesmo: o divórcio. Papeladas, pensões, tribunais, só estopadas, não se metam nisso!

Depois não se queixem quando levarem com o rolo da massa por chegarem atrasados a casa ou quando forem interrompidos a meio de um jogo de poker para irem mais cedo para casa fazer rolos de carne para o almoço do dia seguinte. Já para não falar dos jantares de família, das datas especiais, da desculpa das dores de cabeça, do candeeiro aceso da mesinha de cabeceira do lado, dos sogros a meterem o nariz e por aí fora.

Será que a maioria dos homosexuais quer mesmo casar? Esta história faz-me lembrar aquela história da velhinha que não queria atravessar a rua mas mesmo assim foi carregada ao colo por um batalhão de bons samaritanos.
Parece-me que há também um batalhão de bons samaritanos nesta contenda a assumir as dores dos homosexuais e que querem casá-los à força como se fossem uns coitadinhos desprotegidos e discriminados.

Toda a gente é discriminada. Hoje em dia um católico monogâmico de camisa xadrez e sapatos de vela é muito mais discriminado do que um homosexual. A discriminação está em todo o lado.

O referendo seria uma perda de tempo, ia bater todos os recordes de abstenção. Este é um assunto que não interessa à maioria das pessoas que estão mais preocupadas com o desemprego, com os empréstimos, com a hipoteca da casa, com os impostos e com a crise.

*os bonecos em cima são dois homens, mesmo o da esquerda.

19 comentários:

Cartuxa disse...

De acordo, deixem os homos todos em paz! É mesmo não ter o que fazer!

Francisco Martins disse...

Ora ai está o que é! Não o teria dito melhor! :P
Nice cartoon by the way! :D

abração!

Francisco

Mariana disse...

É a velha questão...não se sabe se querem ou não casar, mas pelo menos agora têm opção!
Gostei da private joke dos rolos de carne (ih ih ih, já foi há uns bons aninhos!) e da subtil referencia aos sogros a meter o nariz!
E tb gostei do desenho, claro!

PM disse...

Também sou da opinião que eles/elas não sabem no que se metem (eu pelo menos hoje sei que não sabia no que me estava a meter quando me casei). Adiante.

Já agora uma anedota (que provavelmente já ouviste).
" Uma criança entra na casa de banho e vê o pai a urinar:
- Pai que grande pila que tu tens!
- Devias de ver a da tua mãe!"

Rola de carne disse...

Eu já propus ao PS a próxima questão a pôr em cima da mesa, absolutamente inadiável. A discussão sobre o sexo dos anjos. É uma questão de direitos humanos, que deve ser discutida e que não podemos escamotear: os anjos têm direito a ver o seu sexo discutido na Assembleia da República.
Mas enfim, isto a mim lembra-me é o casamento dos padres. Toda a gente tem a sua opinião, faz questão de a discutir abertamente, mas nada de perguntar aos padres se isso é sequer um problema que os atormente. É que eles não querem, mas pronto! Eu gostava era de saber a opinião do homofóbico sobre este assunto. Onde anda ele?

BL disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
BL disse...

L disse...
O homem da esquerda é mesmo homem mas com jeito passa bem por uma daquelas senhoras da limpeza ou uma contínua de um liceu que conseguimos por vezes ver nos transportes públicos logo de manhã a caminho do trabalho. Em Portugal tudo é possível.

Tens toda a razão quando falas da suposta "modernidade" do casamento homosexual. Já aquando da Grécia Clássica ou da Antiga Roma era algo que já tinha barbas e que inclusivamente era encorajado (na Grécia era-o com toda a certeza).
De qualquer forma isto não significa que a extensão de algo tão único que é o casamento para pessoas do mesmo sexo seja "natural" ou "normal".
Pelo contrário, o casamento define exactamente a união entre duas pessoas de sexos diferentes. Mas os "modernistas" dos nossos dias acham que podem alterar tudo e mais alguma coisa só porque se pensam discriminados, sem olhar para as consequências que vêm daí.
Cambada de "anormais"! Querem casar? Vão brincar às "casinhas", aos "médicos", mas com o casamento é que não!
Uma coisa é aceitar as orientações, as tendências, os credos, as ideologias de cada um. Outra coisa é impor a alterar instituíções intemporais só por que lhes dá jeito ou porque sim! Lá que queiram viver juntos tudo bem, agora casar? Devem estar doidos/doidas!

Discimininação? Qual discriminação?
Primeiro, querem adquirir direitos iguais aos que são contemplados pelo casamento? Nem necessitam de casar pois as uniões de facto e os casamentos civis já o permitem.
O quê? Querem casar de flor e grinalda na igreja? Quem é que leva o vestido de noiva? Aí já está um problema para escolher que vai vestido de noivo e quem vai de noiva.
Se as despedidas de solteiro/solteira dos casais normais já são o deboche que são, imagina agora a despedida de solteiro de um/uma gay! Nem quero pensar.
E quem é que é que é convidado para a cerimónia e o copo de água? Os "amigos" e as "amigas", óbvio. já para não falar dos "padrinhos", "madrinhas".
E onde é que é o copo de água? Espera aí, já sei é no "Finalmente" ou no "Frágil", pois claro! A música? Lógicamente a dos Village People, os Smiths, Ney Mato Grosso e outras coisas.
Já percebi. Eles/elas gostam e fazem questão de afirmar que se casaram na Igreja como todos os outros! Ponto final.

Segundo. Adopção de crianças?
Coitadas das crianças, se elas por vezes sofrem traumas em processos de divórcio entre casais ditos normais, agora imagina o que elas passarão na escola com todo o tipo de humilhações imaginárias dos coleginhas. Já para não falar do choque inicial antes de ter aceitar que têm duas mães ou dois pais lá em casa. É muita areia para uma criança, já não bastava os malditos pedófilos agora são os próprios pais. Não é justo!

Terceiro. Gostei da ideia das represálias entre os conjujes.
É certo e sabido que quando se trata de gays (homens) tudo serve para discutir. Desde a loiça que não foi lavada, a cozinha que estava toda desarrumada, que não fez o almoço para o dia seguinte, que a cama não foi feita, que a casa de banho ficou toda encharcada, até ao simples esquecimento de algo que deveria ter feito e não fez. Enfim uma carga de trabalhos! Não digo que entre mulheres também não seja assim, cada caso é um caso.

Para fechar, aqui vai algo verídico que ouvi em tempos da boca de outra pessoa. Houve certo dia uma senhora (dentro da sua santa ignorância) que comentou com a vizinha que o vizinho de cima devia ser um "homem sexual" pois as visitas que vinham a casa dele eram por sistema só homens, daí a (justificada?) desconfiança dela. O povo lá sabe!

Continuação de uma boa semana e um grande abraço.

Germanovski disse...

Concordo em absoluto...o teu blog é mt fixe...continua:)

PRF - Traços Gerais disse...

É óptimo vir ao blogue e ter comentários à minha espera. Aos habitués, Cartuxa, Francisco (nem te reconheci nesta nova foto) Mariana, rola de carne, PM e BL... aquele abraço. Ao Germanovsky, sê bem vindo e volta sempre.

Ainda bem que o homofóbico desapareceu do mapa, senão ia dar confusão neste post.

Germanovski disse...

Ainda bem que não levas a mal...eu na tenho jeito nenhuma pa desenhar, "eu é mais bolos"...abraço

Luis Lopes disse...

Eu acho bem que se possam casar! Agora é que vão ver o que é bom prá tosse!!! Além de todos os incovenientes referidos pelo autor ainda vão ter de gramar muito mais. Birras por causa da tampa da sanita pingada, o derby de futebol VS novelas ou o celebre "dantes gostavas mais de mim"!!! Metam-se nisso, metam. Ah! E lembrem-se, quando um dia destes forem sair à noite numa de loucura e acharem que a coisa está a correr bem, após a pergunta "na tua casa ou na minha?" arriscam-se a ouvir "ai não que eu sou sério/a. Sexo só depois do casamento!". É igualdade que querem não é? Então é bem feito!!! Se não sabem estar bem, pois então que se casem. Direitos iguais e "mai nada"!

PRF - Traços Gerais disse...

Caro Luís Lopes,

Bem-vindo a este fórum. Vi no outro comentário que fez no post do Benfica que temos a doença do Sporting em comum. E que doença! Fiquei doente a ver aquela vergonha com o Porto, que horror. Esta época nunca mais acaba!!!

Abraço

linha disse...

Mas será que aquela gente não tem problemas sérios para resolver?Deixem os homosexuais casarem à vontade e depois não digam que não vos avisamos. Adorei os cartoons!

Homofóbico disse...

Este país é uma vergonha, agora até as bichonas loucas podem casar... estão a dar cabo da nossa identidade, homens com homens, burocratas de Bruxelas a opinarem sobre o nosso défice, os ratings isto e aquilo!

É o que dá ter homosexuais no poder, sempre levados ao colo pelos artistas e pelos profissionais do politicamente correcto.
Corja!!!

Duarte disse...

Concordo a 100% com a desnecessidade do referendo.
Este não é um problema/questão de todos, não deve ser perguntado a todos.
Eu também defendo o conceito de família tal como ele (ainda) está enraizado na sociedade portuguesa, mas o referendo não se justifica.
Basta dizer que os mesmos que o pedem, não só o querem porque estão convencidos que o Não ganhava, como são os mesmos que acham que discutir o casamento gay em plena crise económica e financeira é um insulto e um desvio do essencial. Em que é que ficamos?
Um abraço
Vídeo-Man-contra-o-referendo-e-contra-a-maricagem-exibicionista

PRF - Traços Gerais disse...

Cara Linha, bem-vinda a este blogue

Homofóbico, um tema bem ao teu jeito

Duarte, o prémio regularidade é teu, bem o mereces!!!

Abraços

Jarbas disse...

Concordo com o post, não vejo nenhum valor em "casamento homessexual" , mas o pior é - muito pior - a adoção de crianças !

Chalana disse...

Levado ao colo foi o Carvalhal à saida de Alvalade.

4? Só? (deve ter pensado ele, e todos os que viram aquele treino "ataque contra defesa" do SLB no Lumiar)

Fiquei triste!

Já tu e muitos dos seguidores deste blog, aposto que nem viram...

Chalana disse...

...quanto ao tema do post, acho bem!

Agora, depois não se queixem que não foram avisados!